cursos de medicina

Dados divulgados nesta segunda-feira (10) pela Fuvest, realizadora do vestibular da USP (Universidade de São Paulo) e a da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, mostram que o curso de medicina  da USP é o mais concorrido do vestibular 2015. São 55 candidatos disputando por uma vaga nessa graduação. Entre os dez cursos mais concorridos, três estão em campi do interior.

O secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Fausto Santos, participou nessa quarta-feira (15), em Poços de Caldas, em Minas Gerais, da assinatura do termo que autoriza o funcionamento de um curso de medicina no município. A medida faz parte dos compromissos de expansão e melhoria da formação em todo o País. A abertura de novos cursos de medicina foi anunciada pelo governo federal no início de setembro. Ao todo, 39 cidades foram selecionadas, sendo quatro em Minas Gerais.

Com a assinatura do termo de compromisso, o gestor municipal se compromete a manter a estrutura necessária na rede pública de saúde e fazer as adequações recomendadas para habilitação da faculdade. Durante o processo de seleção, o município foi visitado por uma comissão de especialistas. Entre os critérios avaliados, estava a quantidade de pelo menos cinco leitos no Sistema Único de Saúde disponíveis por aluno e unidade hospitalar com potencial para hospital de ensino. “O novo curso provocará efeitos imediatos na cidade, com a vinda de professores, com mestrado, com doutorado, que já de início a uma melhoria da qualidade do atendimento médico que vai ser prestado na cidade. Em médio prazo, os investimentos que a faculdade fará na rede de Atenção à Saúde e em longo prazo, a fixação desses profissionais na região”, ressaltou Fausto Santos.

“Além de investimentos na rede de saúde de Passos, o novo curso vai beneficiar as pessoas da região que não vão precisar mais se deslocar para os grandes centros ou outros estados para fazer medicina.

Poços de Caldas (MG) e Passos (MG) devem iniciar turmas de medicina a partir de março do ano que vem. As duas cidades sulmineiras foram selecionadas dentro do projeto “Mais Médicos”, anunciado pelo governo federal no início de setembro. As instituições de ensino que vão oferecer os cursos serão conhecidas nos próximos dias.

A próxima etapa para a implantação dos cursos de medicina nas cidades selecionadas é o lançamento do edital, que deve ser publicado ainda este ano, para apresentação das propostas das instituições privadas de educação superior interessadas.

Leave a Reply